• Instagram

NODUS TOLLENS (2018)

Nodus Tollens (2018) é um filme analógico experimental que deriva do meu interesse por histórias pessoais, traumas e identidade. O filme é baseado em entrevistas com minha mãe e suas 8 irmãs. Ele retrata sua personalidade, cultura e crenças em uma voz e um personagem.

 

Refletindo sobre o movimento "o pessoal é político", do feminismo de segunda onda do final dos anos 1960, apoio a teoria que diz que as experiências, sentimentos e possibilidades de nossas vidas pessoais não são apenas uma questão de preferências e escolhas pessoais, mas são limitadas , moldado e definido pelo cenário político e social mais amplo. Eles parecem pessoais e seus detalhes são pessoais, mas sua ampla textura e caráter, e especialmente os limites dentro dos quais eles evoluem, são amplamente sistêmicos.

 

O filme é apoiado pelo documentário baseado em pesquisa, Sisters (2015), que contém as entrevistas que fiz em 2015. Sisters (2015) oferece um olhar mais profundo sobre as questões familiares que me intrigaram enquanto crescia no Brasil, e explora como o período colonial afetou as mulheres de maneira diferente dos homens.